Beleza | Maquilhagem

Como Escolher uma Base – Passo a Passo

21 Maio, 2018 IT'S A SWIISSYY © • 2018

Quando pensam em bases, lembram-se do grande número de bases que existe hoje em dia no mercado? Pois é!! Também eu!! Umas mais hidratantes, outras mais mattes. Algumas caras, outras baratas. Outras com alta cobertura e umas com pouca cobertura. Mas no entanto, o mais importante é conseguir comprar uma base que, independentemente do seu preço ou da sua cobertura, nos deixe felizes e confortáveis com o seu resultado, o que ma minha opinião nem sempre é muito fácil.

No momento em que pensamos em começar a usar base, há que ter em conta que cada pessoa é diferente e a base que para mim é boa e confortável, para vocês pode não o ser. Cada pele é diferente e pode reagir de forma diferente aos mesmos produtos.

Quando vamos escolher uma base, há que ter em consideração os seguintes aspectos:

  • cobertura da base;
  • tipo de pele;
  • tipo de base;
  • tom de pele.

Vamos então aprender algumas coisas sobre as bases e as suas coberturas:

– Base de baixa cobertura: Como diz o nome estas bases têm uma cobertura muito leve e natural. É uma base que remove a oleosidade da pele e a sua função é uniformizar o tom de pele escondendo pequenas imperfeições. Ela é a base a ideal para usar no dia-a-dia e para quem tem uma pele quase perfeita, livre de manchas e de acne. No entanto é sempre necessário o auxílio de um corrector para camuflar essas pequenas imperfeições. Este tipo de base é muito fácil de encontrar no mercado.

FitMe Maybelline pouca cobertura (1)

– Base de média cobertura: Com estas bases já se consegue obter uma melhor cobertura para as imperfeições, mas não todas. Esta base, tal como as bases de baixa cobertura, removem a oleosidade da pele. Ela corrige rosácea e tem capacidade de corrigir as pequenas espinhas/borbulhas do rosto, deixando-a uniforme. Esta base é ideal para quem tem algumas manchas e marcas de acne não muito escuras, sendo necessário aplicar corrector sobre as mais escuras, mas não quer ficar com a cara tipo “reboco”.

hello flawless oxygen- benefit média cobertura (2)– Base de alta cobertura: Esta base é a maior aliada para quem tem a pele com muitas imperfeições. Mas para não ficar com uma cara tipo “reboco” há que investir numa muito boa base para conseguir obter um aspecto natural. Estas bases são densas, tendo de ser depositadas na cara e não espalhadas. Esta base é ideal para quem tem muitas manchas de sol, borbulhas e rosácea, pois ela esconde tudo. Mas, como ela é muito densa, vai aumentar a produção de oleosidade da pele.

MAC base studio fix alta cobertura (3)

Quando decidido o nível de cobertura da base, e para conseguir escolher uma base que nos faça sentir bem e confortáveis, há que ter em conta que tipo de pele se tem, normal, oleosa, mista, seca, sensível ou madura.

Para todos os tipos de pele existem bases mais ou menos adequadas, por exemplo para peles oleosas deverão escolher uma base com acabamento matte, no entanto a pele seca devera optar sempre por uma base mais hidratante.

tipos de pele– Bases para pele normal: A pele normal é facilmente identificável pelos poros finos e pouco aparentes. Normalmente macia e sem grandes problemas ao nível de borbulhas e texturas. Para uma pele normal funcionam quase todas as bases, basta apenas escolher qual o tipo de cobertura e acabamento pretendido.

– Bases para pele mista: A pele mista tem este nome porque mistura dois tipos de pele: a pele seca e a pele oleosa a irregular. Este tipo de pele tende a ganhar mais oleosidade na zona T (testa, nariz e queixo) e ficar mais seca nas bochechas. Nem sempre é fácil encontrar produtos que consigam o equilíbrio entre elas e é necessário ter cuidado com os produtos que se usam. Para uma pele mista, as bases para pele oleosa vão funcionar melhor. Se no entanto a pele for mais seca que oleosa, o ideal é usar uma base hidratante e um pó por cima para mattificar a zona T.

– Bases para pele oleosa: Uma pele oleosa produz mais sebo do que o necessário, mas isso não quer dizer que seja uma pele acneica. A sua superfície espessa com poros dilatados e brilho excessivo faz com que seja mais difícil encontrar maquilhagem que dure todo o dia. Para que uma base dure mais tempo numa pele oleosa, há que aplicar uma base que contrarie esse pormenor, ou seja, aplicar uma base mattificante.

– Bases para pele seca: Esta pele normalmente é áspera e escamosa, menos elástica, mais tensa e com tendência a causar comichão e reage com muitas irritações às influências ambientais. Para este tipo de peles é essencial aplicar sempre uma base que vá hidratar a pele.

– Bases para peles irregulares: Tem poros mais largos com tendência a desenvolver impurezas e consequentemente borbulhas e pontos negros. Este é um tipo de pele que tem tudo a ver com a pele oleosa, a única diferença pode ser no tipo de cobertura a aplicar pois para esconder borbulhas e pontos negros a textura tem de ser mais grossa e consequentemente cobertura mais alta.

– Bases para pele sensível: A pele sensível reage com mais facilidade às influências externas. Ela precisa sempre de cuidados adicionais como o uso regular de protector solar e produtos específicos para este tipo de pele. É uma pele desequilibrada e gera comichão e secura. Assim, as bases mais indicadas são as que têm hipoalergénicos, sem fragrâncias e sem conservantes, ou seja, o mais naturais possível.

– Bases para pele madura: À medida que a pele vai envelhecendo vai perdendo alguns dos seus componentes essenciais, ficando desidratada, sem elasticidade e luminosidade, ficando também mais sensível às influências externas e com uma regeneração mais lenta. É normal surgirem linhas de expressão, rugas e algumas manchas de pigmentação. As bases mais indicadas para este tipo de pele serão bases mais leves, pois as mais pesadas vão marcar muito o rosto e as suas linhas de expressão.

Vejamos resumidamente o que acabei de explicar:

resumo

Já falamos das bases e das suas coberturas e quais as bases indicadas para cada tipo de pele. Vamos agora ver alguns tipos de bases existem neste momento no mercado:

– Base líquida: Normalmente têm uma cobertura mais leve e deixam a pele com um aspecto muito natural.

– Base cremosa: Oferece mais cobertura e maior durabilidade que a base líquida.

– BB Cream: É ideal para quem não quer sair de casa de cara lavada mas também não está com vontade de fazer uma maquilhagem muito completa. Tem cobertura bem leve e subtil.

– Base em pó: Ideal para quem procura uma maquilhagem bem discreta.

Chegou o momento de definirmos o nosso tom de pele. Para já, uma dica muito importante é: NUNCA comprar uma base que testaram apenas no pulso ou no dorso da mão, é super importante testá-la no rosto porque a cor da mão nem sempre é igual à cor da pele do rosto!!!!

como-descobrir-tom-subtom-pele-claro-medio-escuro– O primeiro passo é descobrir qual é o vosso tom de pele, ou seja, há que perceber qual a sub tonalidade da vossa pele:

  • Frio, a pele é mais azul, vermelha ou rosa;
  • Quente, a pele é mais dourada, amarela ou cor de pêra;
  • Neutra, a pele é uma combinação de cores frias e quentes.

como-descobrir-tom-subtom-pele-frio-neutro-quente-cores.png

Uma maneira fácil de determinar a sub tonalidade da pele pode ser na preferência em jóias:

  1. Se a pele fica mais brilhante ou vibrante em acessórios de ouro, o tom mais provavelmente deve de ser quente.
  2. Se a pele se destaca mais com acessórios de prata ou ouro branco, o tom mais provavelmente deve de ser frio.
  3. Se a pele se comporta da mesma maneira com ambas as jóias, então provavelmente o sub tom da pele é neutro.

– Detectado o sub tom da pele, toca a identificar o vosso tipo de pele para poder escolher uma base mais adequada. Na hora de ir comprar a base, de acordo com o vosso sub tom da pele, tenham em consideração os seguintes tipos de bases que ficarão melhores na vossa pele:

  • Para sub tons frios: escolham uma base que tenha como cor de fundo rosa, vermelho ou azul e considerem tons como cacau ou rosa;
  • Para sub tons quentes: escolham uma base com cor de fundo dourada ou amarela e usem tons como o caramelo, dourado, areia, castanho e bege;
  • Para sub tons neutros: usem tons como castanho amarelado, marfim ou castanho.
  • Quando forem comprar uma base, tentem sempre ir a uma loja que tenha alguém que vos possa ajudar a escolher o tom e a base certa. Se não for possível, tentem ir a uma loja em que tenha disponíveis “testers” para que possam testar antes de comprar. Em último caso, escolham uma loja que tenha uma política de trocas de cosméticos para o caso que levem o produto errado.
  • Se forme a uma loja que tenha “testers”, testem algumas tonalidades que se pareçam com a vossa. Para testar, coloquem uma pequena quantidade de produto no rosto. (Se a loja não tiver “testers”, segurem na embalagem contra o pescoço e rosto.) Usando “testers” ou segurando as embalagens, tentem sempre ver como os tons ficam à luz natural.

A melhor base é a que desaparece na pele, pois ela não foi feita para ser notada, e ao mesmo tempo deixar a pele livre de imperfeições.

Referências:

 

Only registered users can comment.

  1. Olá! Nadia
    Adoramos teus artigos e seria uma honra tê-la em nosso portal.
    Criamos o Tugalink.com , o primeiro agregador de conteúdos de Portugal, onde divulgamos blogues, notícias e artigos de diversas categorias.

    Já no primeiro mês online chegamos a marca de 3.000 cliques em publicações.

    Seria fantástico noticiar seus artigos e redirecionar nosso público para seu blog, as categorias que representas é de extrema relevância para nós e gostataríamos muito de tê-la como parceira habitual.

    Visite-nos e envie vosso conteúdo… https://tugalink.com

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.